• João P. Coneglian

Queda nas recuperações judiciais reforça retomada econômica

O Serasa Experian divulgou o Indicador de Falências e Recuperação Judicial do mês de JULHO e os dados já apresentaram grande melhora em relação ao mesmo período no ano de 2020.


Foram 74 requisições de recuperação judicial em comparação com os 135 realizados em julho de 2020.

De acordo com a própria fonte, o relaxamento crescente das medidas restritivas, junto ao avanço da vacinação, afeta positivamente a confiança financeira dos empreendedores brasileiros.


O objetivo principal da recuperação judicial é evitar que a empresa vá a falência. O pedido é feito pela empresa à Justiça, geralmente com auxílio do setor jurídico ou de advogados terceirizados. Os processos e protestos contra essa empresa ficam suspensos por 180 dias e dentro desse período a empresa deve apresentar um plano para recuperação, podendo, inclusive, propor uma negociação das dívidas colocadas na recuperação.


Essa proposta então é votada pelos credores e, no caso de um aceite, a empresa deverá cumprir o que foi acordado para se manter ativa, garantindo essa sobrevida.


Um dos principais motivos para que se chegue a esse ponto é a falta de uma gestão econômica e financeira de qualidade ao longo da história do negócio onde a empresa, aos poucos, vai assumindo dívidas que não conseguirá arcar no decorrer do tempo. Muitas vezes os problemas vão se acumulando como uma bola de neve.


Você sabia que a FABRI CONSULTORIA auxilia não só no planejamento do seu negócio (plano de negócios) e na organização e acompanhamento da gestão financeira como também tem experiência em auxiliar em uma recuperação judicial?


No momento da proposta para os credores, é necessário estruturar um bom planejamento financeiro para garantir não só a aprovação como o cumprimento dos pagamentos. Isso não só aumenta as chances de aprovação como também auxilia na retomada financeira da empresa. É justamente nesse ponto que nossa equipe entra!


Quer conhecer mais sobre nosso trabalho auxiliando em recuperações judiciais? Clique aqui!


Economista João P. Coneglian

Sócio/Consultor da Fabri Consultoria


47 visualizações0 comentário