• Naiara Fracaroli

Cesta básica apresenta aumento de 21,60% em São Paulo

Concedida a TV Tem, afiliada da Globo, confira mais sobre o assunto abordado em entrevista com a nossa economista Naiara Fracaroli:

''A cesta básica apresentou em São Paulo aumento de 21,60% no mês de março, na análise dos últimos 12 meses. Atingiu o custo médio de R$ 761,19 no mês.


Considerando o salário-mínimo líquido em março de 2022, após o desconto de 7,5% da Previdência Social, o trabalhador precisou comprometer 67,90% da remuneração para adquirir os produtos de uma cesta básica, suficiente para alimentar um adulto durante um mês. Em fevereiro de 2022 o percentual foi de 63,83% e, em março de 2021, ficou em 61,52%.

Fonte: Dieese


Entre os principais fatores para os aumentos contínuos nos preços dos alimentos, destacam-se:


  • Guerra entre Rússia e Ucrânia: o conflito gera choque de produção em ambos os países, reduzindo a oferta mundial de alimentos e matérias-primas;


  • Aumento do preço dos combustíveis: aumentos aqui sempre irão refletir em aumento nos custos de produção de alimentos. A oferta mundial de petróleo já não conseguia acompanhar a demanda na retomada da atividade econômica e novamente a guerra atual acentua a redução da oferta internacional da comodity, uma vez que a Rússia está entre os três maiores produtores mundiais de petróleo;


  • Dificuldades internas nas safras: nos últimos meses, uma forte seca atingiu os três estados do Sul e o Mato Grosso do Sul, bem como a chuva torrencial no Nordeste, o que prejudicou as plantações reduzindo a oferta interna.

Ao consumidor cabe reorganizar o orçamento e diversificar suas compras, optando pelos itens promocionais do mês, algo cada vez mais desafiador, já que os aumentos estão acelerados e não há expectativa tão cedo de retração nos preços.''


Economista Naiara Fracaroli

Sócia/Consultora da Fabri Consultoria e ministrante da Fabri Academy

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo